Pesquisar este blog

25.2.11

Back from the inferno

Responda rápido: qual a maior universidade do Brasil? USP, certo? Erradíssimo. As três maiores universidades do Brasil são privadas. Sob o Paulo Renato, se quis aumentar a porcentagem de graduados no Brasil (sem necessariamente aumentar a quantidade de gente com algum conhecimento) através da abertura de quantas universidades com fins lucrativos quisessem ser abertas, enquanto o sistema federal de universidades foi largado às moscas em alguns casos, literalmente. Quando eu era aluno de uma universidade federal, papel higiênico no banheiro não era algo que se pudesse simplesmente assumir que estaria disponível. Assim, o Brasil conseguiu aumentar um pouco sua porcentagem de bacharéis, e ao mesmo tempo chegou a uma situação insólita em que, ao contrário do entre metade e três quartos de egressos de escolas públicas, como em outros países (sim, inclusive os EUA), aqui apenas um quarto dos graduados sai de escolas públicas.

A boa notícia é que isso finalmente está mudando.

A USP era a sexta escola com mais matrículas presenciais; subiu para o quarto lugar. A UFRJ (federal do Rio) pulou do 14º para o 9º. Quatro das seis públicas que melhoraram são federais.

O ganho de posições de universidades públicas reflete os dados gerais do sistema universitário brasileiro. Enquanto a rede privada perdeu pouco mais de 40 mil matrículas em um ano, o sistema oficial ganhou 78 mil.

Dos 5 milhões de matrículas presenciais no país, só 25% (o que corresponde a 1,25 milhão) estão no sistema público. Atualmente, menos de 15% dos jovens cursam o ensino superior. A meta do governo é chegar a 30%.



Ainda falta muito, tanto em quantidade quanto em qualidade. Mas pelo menos não estamos mais andando para trás.

2 comentários:

Derfel Cadarn disse...

Com o corte de gastos nas universidades proposto por Dilma, contratação de temporários etc, é capaz que a bonança dure pouco e tenhamos apenas dado um passo a frente para dar dois, três, sabe-se lá quantos atrás...

EP disse...

Um problema é financiamento e bolsa oba-oba. O govero ajuda o estudante a pagar a universidade privada (bom), ainda que seja um lixo (ruim).