Pesquisar este blog

17.7.09

Mais gringos do que os gringos

Já começaram a espalhar fofocas sobre a secretária da receita Lina Vieira. Meio surreais as "acusações," visto que os próprios auditores foram quem reclamou da destituição dela, mas...

De verdade, de verdade mesmo, Lina Vieira caiu por dois motivos. Um por ter incomodado a Petrobrás, ainda por cima no momento em que a empresa virou campo de batalha entre o governo Lula e a oposição. O outro, por ter anunciado em alto e bom som - e posto em prática - o foco nos grandes sonegadores ao invés dos bagrinhos.

Falar mal dos altos impostos virou moda no Brasil. Eu por mim queria era que eles aumentassem. Especificamente, o IPTU, IRPF, e um imposto sobre entrada de capital.

Enquanto isso, a câmara dos deputados dos EUA propõe aumentar o IRPF dos pobrezinhos que ganham mais de 350.000USD por ano em 5,4%. Só pra situar, atualmente a alíquota máxima de IRPF federal nos EUA é de 35%, e estados cobram até 12%. No Brasil, a alíquota máxima é de 27.5%, e estados não cobram nada separado. (O IRPF cobrado pela receita federal é dividido com eles.)


*********************

Vai virar estupro transar - consensualmente - com menores de 18 anos.

2 comentários:

Mosca 1 disse...

Vamos botar os pingos nos is. Quando a Lina entrou no lugar do Rachid, os jornais a acusavam de ser sindicalista, de apadrinhar superintendentes. Agora, ela virou o último bastião da moral e defensora dos frascos e comprimidos. Não sei qual é a versão verdadeira, na verdade nem sei se são excludentes, mas que o tom mudou muito mudou.

Tiago disse...

Desconcordo com sua análise do que a mídia tá fazendo. Assim como no link que pûs, outros tão seguindo o "dois coelhos com uma cajadada." Ela seria uma sindicalista horrorosa e incompetente (olha o pleonasmo), e teria sido demitida porque descobriu as tenebrosas maracutaias da Petrobrás (na Petrobrax não tinha essas coisas).

A Folha chegou a intitular um editorial sobre ela "aprendiz de feiticeiro."