Pesquisar este blog

6.10.09

BrIC

Do Valor:

O Brasil deve ter o sexto melhor crescimento do mundo em 2010, o que deve impulsionar o lucro das principais empresas em bolsa em mais 26% e tornar ainda mais atrativas as ações brasileiras. A avaliação é da Bank of America Merrill Lynch Global Research, que elevou na semana passada a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2010, de 4,5% para 5,3%. A instituição também acredita que os juros básicos brasileiros não vão subir no ano que vem, contrariando as projeções do mercado futuro.

De acordo com a Merrill Lynch, em 2010, o Brasil só crescerá menos que a China (10,1%), Qatar (8,1%), Índia (7,8%), Nigéria (5,5%) e Oman (5,4%). As mudanças macroeconômicas fizeram a equipe de análise de ações da BofA Merrill Lynch rever suas projeções e reforçar o otimismo com o país, diz Pedro Martins Júnior, estrategista-chefe de ações para a América Latina.



Sabe quando foi a última vez que o Brasil esteve entre os países de maior crescimento do mundo, com inflação baixa e redução da desigualdade? Pois é, "nunca antef na hiftória defte paíf." E a projeção da Merrill Lynch nem é tão otimista assim - o Bradesco fala em 7%, e o relatório Focus saiu com uma média ponderada de 5,5%

Já o índice previsto pra China me lembra desse cartun da Economist: alguém, ao olhar a parada de 60 anos do PCC, pergunta pro vizinho "where in the world will China be in 60 years?" e recebe de resposta "at this rate, the question is where in China will the world be."

2 comentários:

Hermenauta disse...

Bah, pura sorte. :)

Mas verdade seja dita, aí pelos anos 70 acho que a gente bateu em uns 11% de crescimento...

Tiago disse...

Ach, ja. Mas com inflação igualmente de dois dígitos. Também houve episódios de crescimento alto antes, mas de novo com inflação alta.

"Nunca antef na hiftória defte paíf" é exagero mesmo, mas "nunca antef na hiftória da República" acho que taria correto.