Pesquisar este blog

13.12.06

Breves

Tortura nunca mais

Como eu já escrevi aqui, não creio que exista outro nome para o "Regime Diferenciado" paulista senão tortura. 22 horas por dia na solitária é uma afronta a qualquer noção de direito humano possível, equivalente para os chefes da hiperlotação sufocante que a arraia-miúda sofre. Agora descobrimos que pelo visto as coisas são piores ainda, e que em Presidente Bernardes e companhia os presos também morrem sufocados. Dá quase pra me arrepender de ter sacaneado a advogada do Fernandinho Beira-Mar, que dizia que ele era tratado "como um prisioneiro." É isso que ela queria dizer.




Raposa feliz

O novo secretário do meio ambiente (e dos recursos hídricos, menos a SABESP) de São Paulo é o Xico Graziano. Acho que só porque não tem secretaria de reforma agrária. E o Afif ("Estaremos todos na linha de frente na defesa da sociedade, do cidadão-contribuinte, do consumidor") na secretaria do Trabalho.




Obrigado ao povo da Bolívia

O novo presidente do comitê do congresso para inteligência americano deve aprender sobre inteligência em filmes de ação, ou (pior ainda) na Fox News. Porque ele acha que a Al-Qaida é xiíta. Digo, até um leitor médio das decadentes imprensas brasileira e americana já se cansou de ter a explicação enfiada goela abaixo, desde o 11 de Setembro, de que apesar da demonização dos xíitas anterior, a Al-Qaida e a Talibã são sunitas.

Um comentário:

Andr? Kenji disse...

O RDD tem a vantagem de ao menos torturar presos perigosos. A tortura que os presos comuns recebem nas cadeias e presidios é ainda mais aviltante ao meu ver.